Arte da semana #04

facebooktwitterrssyoutubeinstagram

Ao retratar pescadores, sambistas, trabalhadores e especialmente mulatas, Di Cavalcanti (1897-1976) fez da reflexão sobre a cultura brasileira o ponto central de sua obra.

Com um universo visual denso e poético, caracterizado por uma sensualidade exuberante, aliou marcas das vanguardas artísticas europeias a uma temática nacionalista, tornando-se um dos principais nomes do Modernismo brasileiro. Grande agitador cultural, desempenhou importante papel na organização da Semana de Arte Moderna de 1922 e na fundação do

Clube dos Artistas Modernos, em 1932, além de contribuir regularmente para o debate de ideias na imprensa, com sua prosa irônica e fluente.

arte-da-semana-04_01

Menino com galo brincando, 1936

 

Cinco moças de Guaratinguetá, 1930

Cinco moças de Guaratinguetá, 1930

Samba, 1925

Samba, 1925

Por Lygia Eluf

 

facebooktwitter

Deixe um comentário

Google+